FEDERAÇÃO SIGMA

Federação das sociedades independentes de cyber ciência, tecnologia e engenharia, cybercultistas e tecnocráticas, da América Latina.

UEFI and BIOS: What you need to understand

Firmware concept sigma sigmaco www. Sigmaco. Org operating system, bios, firmware, uefi sigma federation o primeiro problema do mal entendimento sobre o que é uefi provavelmente ocorre porque, em toda parte, estão comparando com o bios. E é aí que nasce o primeiro e maior problema. Não existe tal comparação, pois uefi é uma especificação de implementação de bios, não uma coisa que substitui outra. O produto do trabalho da engenharia de software de uma uefi é um bios que atende aos paradigmas da especificação documentada denominada uefi.

Aqui estamos nós, mais uma vez, tratando de coisas simples que foram contaminadas pelos defeitos da cultura porca dos humanos onde adoram propagar o que não entenderam mundo afora ou fazendo resumos que criam compreensão dúbia ou prostrada ao erro por julgaram sua audiência como um bando de imbecis. Mas… Você está na zona de progresso da SIGMA, onde tal comportamento é considerada uma heresia.

O primeiro problema do mal entendimento sobre o que é UEFI provavelmente ocorre porque, em toda parte, estão comparando com o BIOS. E é aí que nasce o primeiro e maior problema. Não existe tal comparação, pois UEFI é uma especificação de implementação de BIOS, não uma coisa que substitui outra. O produto do trabalho da engenharia de software de uma UEFI é um BIOS que atende aos paradigmas da especificação documentada denominada UEFI.

Unified Extensible Firmware Interface (UEFI) é uma especificação que define a arquitetura do firmware de plataforma usado para realizar o processo de boot de um computador e sua interface para interação com o sistema operacional.

O segundo problema do mal entendimento sobre o mesmo é que, existe sim uma coisa a se comparar mas ela não tem um nome. E é aqui que nascem os tais títulos “UEFI vs BIOS”. Ao menos alguns ainda usam um “legacy BIOS” para amenizar o desastre; ajuda mas não soluciona. Siga a breve história a seguir, redundantemente.

UEFI é um standard de jure que surge para substituir principalmente um standard de facto usado para criar BIOS. Este tais standard de facto usado para criar BIOS foi uma tecnologia proprietária da IBM criada antes mesmo dos PCs darem seus primeiros passos, que não foi criado para ser modelo universal para qualquer coisa, mas estava sofreu de adoção em massa, fama certa na hora errada, sendo revertido por concorrentes da IBM para produção de sistemas derivados que preservavam a compatibilidade.

Basic Input/Output System (BIOS) é um firmware usado para prover serviços em tempo de execução para sistemas operacionais e programas, e para realizar inicialização de hardware durante o processo de boot de um computador.

A consequência disso tudo foi um produto que não podia ser modificado ou aprimorado porque não foi designado para tal condição. E como aposta de mercado era ser uma substituição sem torno para o concorrente, ninguém ia usar algo melhor, ainda que houve vários modelos de BIOS sendo experimentados no anos seguintes. Porém, o tempo passou e chegou a hora de corrigir isso aí, até porque os sistemas operacionais já não funcionavam do mesmo jeito a muito tempo e houve a necessidade dos homens se assentarem na távola redonda e criar um standard que refletisse aos tempos então vigentes, e nasce então a UEFI.

A grande diferença da UEFI para o legacy IBM PC BIOS é que, enquanto no legacy standard o BIOS era uma coisa inteira que funcionava a base de interrupção cedendo a e retomando de dispositivos, no UEFI, conforme o nome propõe, é um sistema modulado onde todos os firmwares de dispositivo formam o BIOS. Neste caso, talvez o significado da sigla BIOS já não faça mais tanto sentido a luz da concepção em na década de 1970, mas é a denominação que todos sabem tratar do sistema de nível 0, que ele está lá no início e no fim da operação de um computador.

A forma como as pessoas misturam o de facto standard conhecido como “legacy BIOS” com o conceito do BIOS no tempo de explicar cria todo um problema. E o pior é que canais de mídia e informação orientadas ao mundo da informativo fazem isso todo tempo.

Adendo

Fiquei sabendo que tem gente no Brasil que cita BIOS como um artigo feminino, mas é masculino; é um sistema. Se eu pego alguém mudando o gênero das coisas do meu PC já lhe dou logo um murrão na boca pra largar de tentar trazer democracia e liberdade as minhas coisas.

Request for clarification and/or more informations and resources related to content hereby treated. <[email protected]>

Responses

Auto-translate »