Introspecção ao nome de domínio

O que é um nome de domínio, afinal? Embora você provavelmente digite domínios na barra de pesquisa do seu navegador todos os dias, você já parou para pensar em como tudo funciona?

A tecnologia pode parecer complicada, mas saber como os nomes de domínio funcionam é muito útil para entender, principalmente para novos usuários da internet. Se você estiver configurando um novo website, continue lendo.

Nesta publicação, vamos explorar o que é um nome de domínio, os diferentes tipos de TLDs (ou terminações) disponíveis e como escolher um bom nome de site. Também mostraremos brevemente as diferentes maneiras de comprar um nome de domínio. Vamos lá!

O que é um nome de domínio?

Resumindo, um nome de domínio é o texto que você digita na barra de endereços do seu navegador. Exemplos comuns de domínios incluem google.com, facebook.com ou twitter.com. Mesmo que você não esteja familiarizado com a tecnologia, você definitivamente sabe o que um domínio é.

Como os nomes de domínio e hospedagem na web são diferentes?

É comum confundir um nome de domínio com hospedagem na web. Embora você precise de ambos para estabelecer um website, eles são coisas separadas.

Um nome de domínio e hospedagem na web normalmente são adquiridos separadamente. Isso reflete o fato de serem duas tecnologias diferentes, embora muitos hosts da web as combinem em um único pacote para facilitar a vida de seus clientes.

Os sites usam nomes de domínio para se identificar, enquanto os servidores que hospedam esses sites usam endereços IP.

Os nomes de domínio são mapeados para o servidor de hospedagem na web usando DNS, o Domain Name System, sobre o qual explicamos mais abaixo. O DNS usa bancos de dados enormes que mapeiam nomes de domínio para o endereço IP do servidor correspondente.

Funciona um pouco como uma lista telefônica. Seu nome, o nome de domínio, está listado com seu número de telefone, o endereço IP. Quando você digita o domínio em um navegador, o navegador entra em contato com o servidor DNS padrão e procura o endereço IP.

Se o servidor DNS tiver um registro desse endereço, ele fornecerá o endereço IP ao seu navegador e o navegador se conectará, exibindo o site.

Se o servidor DNS não tiver esse nome de domínio específico mapeado, ele consultará um servidor resolvedor, servidor TLD ou servidor raiz para encontrar o endereço.

Tudo isso acontece numa fração de um segundo!

Por que um nome de domínio é importante?

Proeminentemente, um nome de domínio é a face e assinatura digital da sua marca. É o que os consumidores verão sempre que pesquisarem por você no Google, ouvirem sobre você nas notícias ou visitarem seu site para ler seu blog ou comprar seus produtos.

Um nome de domínio é especialmente importante se sua empresa estiver principalmente online e usar o nome de domínio como o nome da marca. A ocasião, “sigmaco.org” é um ótimo exemplo: “www.sigmatechnologyco.org” não é tão cativante e provavelmente não vai ficar na mente de ninguém.

Em segundo lugar, um domínio é onde todo o seu conteúdo e produtos estarão localizados no mundo cybernético. Cada link para seu site o incluirá na frente e no centro. É por isso que os domínios mais curtos geralmente são melhores do que os mais longos.

Um link para “sigmaco.org/produto” é muito mais fácil de usar do que “www.sigmatechnologyco.org/produto” nas mídias sociais, via e-mail e por mensagem de texto.

Como funcionam os domínios e URLs

Domínio vs. URL

Qual é a diferença entre um domínio e um URL? Boa pergunta! É muito fácil confundir os dois. Resumindo, um domínio é o nome + .com (ou outro TLD), enquanto a URL é o endereço web inteiro de um local específico. Por exemplo:

O nome de domínio refere-se ao domínio mais o TLD. Na vida cotidiana, tendemos a nos referir a websites dessa maneira. Por exemplo:

URL, que significa Universal Resource Locator, é o endereço da Web específico que o computador lê para direcioná-lo a uma página da Web. Se o domínio for a versão “legível por humanos”, a URL será a legível por computador. A URL inclui todas as diferentes partes que mencionamos acima: https, www, subdomínio, nome, TLDs, subpastas e arquivos.

Alguns exemplos de URLs são:

  • https://www.google.com
  • https://sigmaco.org/blog/
  • https://pt.wikipedia.org/wiki/Main_Page

Diferentes partes de um URL

O que compõe um URL? Provavelmente mais do que você imagina!

HTTP/HTTPS

Esta é a primeira parte do URL. HTTP significa Protocolo de Transferência de Hipertexto. É o protocolo subjacente à Internet e conecta documentos por meio de hiperlinks. Se você vincular diretamente a outro website, precisará incluir essa parte do URL.

HTTPS é a mesma tecnologia, porém mais segura — aliás, o S significa Secure. Embora a maioria dos usuários do website não precise entender os detalhes de HTTP/S e redes de computadores, é importante certificar-se de instalar um certificado SSL em seu local.

Isso fará com que seu site seja HTTPS (não HTTP) e muito mais seguro para seus usuários. Se um website tiver SSL instalado, ele também terá um pequeno ícone de cadeado ao lado do URL na barra de endereços.

Saiba mais sobre como proteger seu site com SSL em outros artigos.

WWW

WWW, que é abreviação de World Wide Web, vem depois de HTTPS. Ao contrário do HTTPS, a parte WWW de um domínio é opcional. Ao configurar seu website, você escolhe se deseja incluí-lo ou não. Você pode ser “www.marca.com” ou apenas “marca.com”. Você pode então apenas redirecionar um para o outro.

Por exemplo, nosso site, sigmaco.org, não usa o prefixo “www.”. Como você pode ver, https://www.sigmaco.org redireciona para https://sigmaco.org.

Subdomínio

Um subdomínio é a próxima parte da URL. Muitos sites usam subdomínios para diferenciar uma parte específica de seu site. Um dos exemplos mais comuns é uma repartição de e-commerce, que geralmente é configurada como shop.website.com ou store.website.com. A Wikipedia também usa subdomínios para diferentes idiomas:

  • en.wikipedia.org: Wikipedia em inglês
  • de.wikipedia.org: Wikipédia em alemão
  • fr.wikipedia.org: Wikipédia em francês

O uso de subdomínios pode afetar sua classificação de SEO, portanto, se você usar um, primeiro entenda as consequências. Leia este guia para entender mais sobre subdomínios e SEO.

Nome do domínio

Agora, chegamos ao nome de domínio em si. Isso é o que a maioria das pessoas geralmente quer dizer quando usa o termo “nome de domínio”. Os nomes de domínio podem incluir apenas letras, números e hifens. Outros símbolos como @, ^, $, # ou sublinhados não são permitidos pois são usados para acesso especializado.

Do ponto de vista humano, essa é a parte mais importante do URL — é por isso que geralmente é tão caro quando combinado com um TLD como .com! Embora haja essencialmente um número ilimitado de endereços IP, há apenas um pequeno número de nomes de domínio curtos e compreensíveis disponíveis para os TLDs mais usados.

TLD

TLD significa “domínio de nível de topo”, e é a parte da URL imediatamente após o nome do domínio. Às vezes, os TLDs também são chamados de extensões de domínio, em alusão a nomes de arquivos. Existem muitos tipos de TLDs.

As extensões originais e mais comuns incluem:

  • .com — Originalmente para empresas, agora o padrão para todos os sites.
  • .net — Originalmente para redes de computadores, agora usado por muitos sites.
  • .org — Principalmente para organizações sem fins lucrativos, mas também usado para outros fins.

Os TLDs com código de país são projetados para países específicos. Os mais populares são naturalmente para países maiores. No entanto, outros são populares porque funcionam bem com palavras regulares em inglês.

  • .us — Para sites relacionados aos Estados Unidos da América
  • .de — Para sites relacionados à Alemanha
  • .il — Para sites relacionados a Israel
  • .cn — Para sites relacionados à China
  • .ly — Associada à Líbia, essa extensão é popular entre as startups, pois lembra o sufixo -ly em inglês.
  • .ai — Associado a Anguilla, o .ai é popular entre as startups de inteligência artificial.
  • .co — Associado à Colômbia, o .co é popular entre as startups.

Os TLDs patrocinados são domínios associados a um determinado tema, organização ou localização geográfica. Alguns TLDs patrocinados são reservados para usos específicos e não podem ser registrados, exceto para determinados tipos de sites.

  • .edu — Reservado para universidades e outras instituições de ensino
  • .gov — Reservado para instituições governamentais
  • .jobs — Reservado para sites relacionados a empregos e empregos
  • .asia — Para sites localizados ou relacionados à Ásia-pacífico.
  • .int — Projetado para organizações internacionais
  • .museum — Projetado para museus

Dicas para escolher um bom nome de domínio

Use o nome de seu empreendimento

As soluções mais simples costumam ser as melhores. Se o nome da sua empresa estiver disponível como domínio, vá em frente. Da mesma forma, se você puder encurtar ou de alguma forma abreviar o nome da sua empresa, esse nome poderá estar disponível. Isso é especialmente útil se sua empresa for segmentada em uma área geográfica específica, como a cidade de Nova York. ShoesNYC.com é um nome de domínio menos procurado e, consequentemente, mais barato do que Shoes.com.

Confira a competição

Antes de escolher qualquer nome, você deve primeiro verificar sua concorrência. Você certamente não quer começar a construir um negócio e depois perceber que um concorrente já usa seu nome!

Seu nome deve ser semelhante ao de seus concorrentes? Depende. Se o seu nome precisa comunicar algo sobre sua empresa ou setor, inevitavelmente pode precisar ser semelhante à sua concorrência. Por exemplo, uma loja que vende artigos de moda provavelmente precisará incluir alguma variação ou sinônimo da palavra moda em seu nome.

Por outro lado, pode ser benéfico escolher um nome muito diferente dos seus concorrentes. Quando foi lançada, a Amazon era um nome muito único e significativamente diferente da Borders, Barnes and Noble e outras empresas que vendiam livros.

Mantenha curto

Na maioria das vezes, quanto menor for o seu nome de domínio, melhor. Embora possa ser quase impossível obter um com cinco letras ou menos, há muitos domínios disponíveis com menos de dez letras. No máximo, seu domínio nunca deve ter mais de doze ou treze letras, principalmente se for um nome complexo.

Em certas situações, você pode quebrar essa regra, especialmente se o nome contiver palavras comumente usadas, for fácil de soletrar ou for memorável. HuffPost.com, por exemplo, construiu a maior parte de seu tráfego e reputação como The Huffington Post com um nome de domínio bastante longo (huffingtonpost.com). Eles só recentemente mudaram o nome para HuffPost em 2017. Da mesma forma, Stack Overflow (stackoverflow.com ) tem 13 letras, mas é um nome memorável com uma marca forte.

Evite marcas registradas

Embora os nomes de domínio não possam ser registrados, os nomes de empresas podem ser. Se você planeja usar seu nome de domínio como uma empresa, primeiro verifique se o nome não é uma marca registrada.

Facilite a digitação e a memorização

Como existem tantos websites on-line hoje, é importante manter seu nome de domínio o mais fácil e simples de lembrar possível.

Um bom experimento a ser executado é chamado de “O Teste do Telefone”. A ideia é simples: ligue para um amigo pelo telefone e leia sua lista de nomes em potencial. Peça ao seu amigo para escrever todos os nomes com o melhor palpite de sua grafia.

Em seguida, revise os resultados. Peça ao seu amigo que leia os nomes, letra por letra. Eles entenderam o nome e escreveram corretamente? Um bom nome deve ser imediatamente compreensível e não requerer perguntas ou explicações de acompanhamento. Isso é especialmente verdadeiro se o seu plano de marketing se basear no boca a boca ou no compartilhamento nas mídias sociais.

Use palavras-chave em seu nome de domínio

Ter palavras-chave em seu nome de domínio é útil, embora seja menos importante hoje do que no passado. Embora ter uma palavra-chave como “shoes” em seu domínio seja sem dúvida útil se você estiver vendendo sapatos, é apenas um fator de muitos.

Isso é fácil de observar: a Shoes.com falhou e perdeu para a Zappos.

Use as extensões de nome de domínio certas

Embora existam muitas extensões de nome de domínio (TLDs) diferentes, apenas algumas delas realmente valem a pena para projetos sérios. TLDs mais obscuros como .biz ou .info têm uma má reputação, enquanto outros como .ly geralmente são apenas novidades.

Como o .com é usado por praticamente todas as empresas e organizações ao redor do mundo, a maioria das pessoas confia nele. Portanto, sites com um público global ou americano devem usar .com e não .io, .ly ou outros TLDs.

Em alguns países, alguns TLDs são mais populares que .coms. Por exemplo, os domínios .de e .fr são populares na Alemanha e na França, respectivamente. Esses TLDs também têm benefícios de SEO, que podem ser úteis se sua loja de comércio eletrônico vender principalmente para determinadas regiões.

Em outras palavras, se você está vendendo produtos principalmente para um público francês, pode fazer sentido usar um domínio .fr. Se essa for a situação em sua região ou país, pode fazer sentido usar seu TLD local.

Em outras situações, o uso de um TLD não-padrão também pode ser popular e justificado. Por exemplo, no setor de tecnologia, as empresas que trabalham com inteligência artificial (IA) costumam usar o domínio .ai.

No entanto, eles quase sempre possuem o .com correspondente (por exemplo, Site.ai também possui SiteAI.com.)

A maioria das pessoas não-técnicas só conhece .com e assume que todos os sites o utilizam.

Verifique as alças de mídia social

Também é útil verificar sites de mídia social populares e ver se o nome está em uso. Embora você não consiga obter a correspondência exata, isso não é tão importante. Twitter.com/Coke não é gerenciado pela Coca-Cola, por exemplo. O importante é garantir que não haja concorrentes usando um nome semelhante.

Uma ferramenta realmente útil para verificar vários identificadores de mídia social simultaneamente é NameChk.com. Com ele, você pode verificar rapidamente a disponibilidade de um nome no Facebook, Twitter, Reddit, Tumblr e dezenas de outros sites e aplicativos de mídia social.

Evite hifens em nomes de domínio

Os hifens apenas tornam os nomes mais complicados do que precisam ser. Digitar um hífen através de um dispositivo móvel é contraintuitivo. Se, por algum motivo, seu nome precisar ter um hífen (por exemplo, um escritório de advocacia que usa sobrenomes de dois sócios), você ainda deve comprar e usar um domínio sem os hifens.

Discuta sobre este e outros conteúdos e temas na Assembleia Dos Fóruns Da SIGMA.

Fóruns & Discussões Fóruns & Discussões Introspecção ao nome de domínio

Nenhuma réplica encontrada.

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE