OpenAL

openal logo www sigmaco org sigma
76 / 100

OpenAL, contra√ß√£o de Open Audio Library, √© uma interface cruze-plataforma de programa√ß√£o para hardware de acelera√ß√£o de √°udio. Esta API √© designada √† eficiente renderiza√ß√£o em alta qualidade de √°udio multicanal posicional tridimensional, a qual, em sua elabora√ß√£o, se assemelha assertivamente aos ideais do OpenGL, refor√ßando a no√ß√£o do equivalente para √°udio deste √ļltimo.

História

As primeiras discuss√Ķes sobre criar o OpenAL como uma API de √°udio complement√°ria ao OpenGL iniciaram acerca do ano de 1998. Houveram algumas tentativas abortadas na cria√ß√£o dos cabe√ßalhos de programa√ß√£o e duma especifica√ß√£o.

Apesar da frustrada intentona inicial de concretização, já em 1999, a Loki Entertainment Software estava necessitando duma API deste exato modelo e perseguiu ambos, uma especificação e a uma implementação para Linux. Acerca daquele tempo, a Loki começou conversando com a Creative Labs (a fabricante das fodásticas aceleradoras de áudio) sobre a estandardização da API e expansão do suporte às plataformas.

No início do ano de 2000, a versão 1.0 da especificação foi liberada, logo então, no mesmo ano, também foram liberadas às bibliotecas para Linux, Mac, Windows e BeOs. Ainda em 2000, a Loki Entertainment também distribuiu muitos games já usando OpenAL. Dentre os títulos, figuram: Heavy Gear 2 e Heretic 2.

Em 2001, a Creative Labs, fabricante das fodásticas SoundBlaster caralhudas, liberou as primeiras bibliotecas de aceleração por hardware do OpenAL. Estas bibliotecas suportaram a SoundBlaster Live no MacOS e Windows. Desde 2001, houveram contínuas melhorias no OpenAL.

Com o progresso tecnol√≥gico, algumas plataformas foram menos relevantes que em 2000, tais como BeOS e MacOS 8/9, por√©m, mais plataformas foram adicionadas, tais como BSD, Solaris, IRIX, MacOS X, e as populares plataforma dedicadas a games. O suporte ao hardware esteve habilitado para muitos dispositivos de √°udio da Creative e da NVidia no Windows tamb√©m. Em termos de suporte do produto, OpenAL foi usado num amplo n√ļmero de t√≠tulos atrav√©s dos anos, em diversas plataformas.

Conceito

OpenAL √©, em forma de distribui√ß√£o, uma biblioteca de √°udio ambiental tridimensional que visa prover uma substitui√ß√£o aberta para sistemas propriet√°rios de √°udio tridimensional, tais como¬†EAX, tamb√©m da Creative, e o Aureal 3D. Sendo designado como uma op√ß√£o a estes √ļltimos, OpenAL tamb√©m oferece os mesmos recursos, permitindo a adi√ß√£o de realismo a um game por simular: atenua√ß√£o, a degrada√ß√£o do som em dist√Ęncia; o efeito ‚Äėdoppler‚Äô, muta√ß√£o em frequ√™ncia resultante de mo√ß√£o; e as densidades de material.

Em vers√Ķes iniciais, seu framework foi distribu√≠do em condi√ß√Ķes de software de c√≥digo aberto, por√©m, em revis√Ķes posteriores, a Creative, entidade propriet√°ria do software, se emboiolou e decidiu fechar o software para si.

Postagens relacionadas

EAX

80 / 100 EAX, sigla para Environmental Audio Extensions (em portugu√™s, Extens√Ķes de √Āudio Ambiental), √© um conjunto de predefini√ß√Ķes de processamento de sinal digital de som…

Coment√°rios