Bink Video

76 / 100

Bink Video, ou simplesmente Bink, é uma terminologia que designa três conceitos de naturezas distintas, sendo eles: um middleware, um codec de vídeo, e um formato de arquivo. Primariamente, tais termos estão associados a arquivos que, aliás, é o que mais existe sob a designação ubíqua Bink.

A tecnologia Bink e a marca registrada, assim como o Miles Sound System e o Granny3D, pertence à RAD Game Tools, uma empresa especialista em peças de engenharia de gameware.

Arquivo

Arquivos Bink são arquivos para armazenamento de formatos de dados audiovisuais usados em um imenso número de games, tanto em PCs quanto em consoles. Conforme sua natureza de arquivo, atuam como contenedores para dados compressados com os codecs de áudio e vídeo em formato Bink-1, identificado como arquivo pelo emprego da extensão ‘.bik’, e/ou Bink-2, identificado como arquivo pelo emprego da extensão ‘.bk2’.

Apesar de parecer haver apenas um arquivo para 32 bits e outro para 64 bits, o formato de dados gerados pelos codecs de áudio e vídeo Bink podem diferenciar nalguns aspectos internos. Entretanto, um visualizador de arquivos em valores hexadecimais pode facilmente apresentar os identificadores de tais diferenciais.

Assim sendo, para aqueles nossos exploradores que já estão familiarizados com prefixos de 4 bytes denominados FOURCC, não haverá qualquer dificuldade em localizar, logo no início do primeiro segmento, alguns dos seguintes códigos de 4 dígitos: BIKf, BIKg, BIKh, e BIKi, sendo o último mais recente para Bink-1.

Naturalmente, os arquivos Bink estão sem qualquer associação no sistema do usuário. Entretanto, tais arquivos são reproduzível através do popular VLC Media Player, ou preferencialmente, pelas ferramentas de desenvolvimento do Bink, distribuídos pela RAD Game Tools.

Codec

Bink é o de-fato codec de mídia audiovisual para games. Com suas várias milhares de implementações em gamewares, através de 14 diferentes plataformas, é inegável que o codec é um produto de sucesso absoluto.

Idealizado e feito para ser melhor que os formatos de DVD, o formato de fluxo binário de dados audiovisuais é reproduzível através de aceleração por hardware onde é possível, assim trazendo a melhor experiência de FMV e/ou curta-metragens em games e aplicações 3D aceleradas por hardware.

Middleware

Outra grande evidência de Bink são às DLLs binkw32 ou bink2w64, que comportam uma peça de engenharia de gameware responsável pela decodificação e reprodução de fluxo binário audiovisual — que é só uma forma arrojada de dizer “vídeo”. Bink foi idealizado para uso por parte de gamewares, que enfrentavam dificuldade de implementar características de FMV, devido às limitações de cada plataforma e às restrições de cada formato de vídeo na década de 1990.

A princípio, Bink Video foi desenvolvido do zero pela RAD Game Tools, que o designou para ser usado para vídeos de moção total em games. Vindo a ser o middleware mais implementado da história dos middlewares, esta tecnologia está presente em várias milhares de distribuições de games, em 14 plataformas, no mínimo.

O middleware Bink Video pode ser facilmente identificado através da busca pela DLL binkw32.dll ou bink2w64.dll nos diretórios principais dos games lançados para Windows PC.

Implementações

A lista a seguir, acusa a implementação da tecnologia Bink em middleware nalguns games.

  • Age Of Empires III, usou para a divulgação de logomarcas e introdução, e também para curta-metragens ao final dos ‘atos’ da campanha do jogo.
  • Gun, usou para a divulgação de logomarcas e introdução.
  • Manhunt, usou para a introdução, e também para curta-metragens em jogo.
  • Reservoir Dogs, usou para a divulgação de logomarcas e introdução, para curta-metragens em vários momentos, e até no menu principal.
  • SWAT 4 e The Stetchkov Syndicate, usaram para divulgação de logomarcas na introdução e uma prévia de ação.

Deixe um comentário

SIGMA Co. 🇧🇷

SIGMA Co. 🇧🇷