Advanced OpenGL (4)

opengl-silicon-www-sigmaco-org-sigma
71 / 100

Advanced OpenGL é um paradigma de engenharia de software e de utilização da API OpenGL inciada em 2010, 11 de março, com a publicação da versão 4.0 da especificação do OpenGL. Sucede o paradigma imediatamente anterior, conhecido como Modern OpenGL, agora com foco e ênfase em contornar os engessamentos e limitações operacionais da “máquina de estado“, um modal de gestão usado OpenGL, e também rumo ao AZDO, além do pareamento ao Direct3D 11. Atualmente, a máquina de estado do OpenGL representa o cerne de todos os pontos contrastantes desta em relação a outras APIs.

Carregando as mesmas bandeiras do Modern OpenGL, Advanced OpenGL também acrescenta novas bandeiras à mudança de paradigma de uso do OpenGL. Agora foco e ênfase estão nos conceitos de manipulação de objetos sem a necessitada de ativá-los na máquina de estado do OpenGL, possibilitando uma abordagem de programação orientada a objetos. Antes, a manipulação de objetos requeria o empurramento destes para algum slot de manipulação na máquina de estado, então futuras manipulações eram realizadas contra o que estivesse em tal slot, não contra o objeto em si. Agora, programadores podem manipular objetos via alças e ponteiros (handles e pointers).

O desenvolvimento de subversões da versão 4 da especificação do OpenGL ocorreram e ocorrem em paralelo com o Vulkan, uma nova API também desenvolvida pelo Khronos Group para suceder o OpenGL. Vulkan entrega, por design, exatamente o que a direção do OpenGL 4 deseja. Logo, vimos, vemos e veremos cada vez mais uma conversão de design e engenharia entre as duas APIs.

Responses