FEDERAÇÃO SIGMA

Federação das sociedades independentes de cyber ciência, tecnologia e engenharia, cybercultistas e tecnocráticas, da América Latina.

Cybercultism

Wikiwave 00000 sigma, cybercultism, early cgi, go horse, low poly, tracker, vhs, vorbis sigma federation cybercultismo é um termo cunhado pela sigma na década de 2010 para doutrinas e esforços individuais e/ou coletivos de preservação e manutenção das relações e características originais da cultura dos computadores, tecnologia da informação, e realidade virtual, em contraposição o fenômeno conhecido como "inclusão digital", onde a normatização de tudo marginalizou a cultura cybernética.

Cybercultismo é um termo cunhado pela SIGMA na década de 2010 para doutrinas e esforços individuais e/ou coletivos de preservação e manutenção das relações e características originais da cultura dos computadores, tecnologia da informação, e realidade virtual, em contraposição o fenômeno conhecido como “inclusão digital”, onde a normatização de tudo marginalizou a cultura cybernética.

O cybercultismo não é o culto às máquinas, mas a preservação da faísca bioelétrica que aspirou tantos entusiastas a mergulharem de cabeça neste abismo sem fim que é mundo cybernético. Estes honoráveis soldados, muitos hoje caídos em combate, deixaram seu legado por idealizarem, engendrarem e desenvolverem, a frente da idade tecnológica de seu tempo, toda sorte de gambiarra para alcançaremos os méritos do mundo de hoje.

As pessoas que contribuem para e/ou seguem o cybercultismo são conhecidas como cybercultistas. Veja a seguir se você é um seguir do e/ou contribuir para o cybercultismo.

Assim como o Go Horse, você também já conhece o cybercultismo, porém, pode não haver sabido que havia um termo para isto. Vaporwave é um grande exemplar.

Reproduções de early CGI, gráficos visualmente poligonalizado, com animações UV e skybox estática, ou “o estranhamente animado mundo estático”, também o vaporwave, computer tracked music, VHS, 8-bit e 16-bit (high color) imagery, blogs e outros websites totalmente customizados, web forums, etc, são exemplos de cybercultismo.

Certamente o maior símbolo individual do cybercultismo até hoje. VHS, tracked music sampling, dentre outras mais características. Este vídeo é um marco afrente do seu tempo, quando usaram efeito VHS representar coisas do futuro ao invés de ser do passado. Hoje vemos que os caras foram visionários.

Vaporwave é um termo guarda-chuva para vários estilos musicais que tentam reproduzir efeitos e filtros sonoros então emergentes que caracterizavam as músicas como sendo de um dado tempo, bem como falhas, anomalias e imperfeições que as mídias físicas e/ou analógicas apresentavam devido a sua própria natureza. Tais fenômenos não são mais alcançáveis incidentalmente devida a natureza digital das mídias que implica perfeição e sonorização industrial, que é onde o vaporwave faz sua contribuição.

Compilação de vaporwave com early CGI. Autorado por Windows96, desde São Paulo

Computer tracked music, outro forte exemplo, é uma expressão musical que se materializa em arquivos de mixagem audível dinâmica em tempo real. Diferentemente de formatos como o MPEG Layer 3 (.mp3) ou Vorbis (.ogg), que são formados “renderizados” em algum tipo de PCM, um tracker contém amostras e/ou fragmentos de áudio junto a instruções de como renderizar a música em tempo real usando aquelas amostras ou instrumentação MIDI. Tal formato foi muito popular no tempo em que músicas renderizadas extrapolavam a capacidade de armazenamento dos computadores.

Computer tracked music

Websites como o MODDB e o The Mod Archive são exemplos de sites cybercultistas.

Request for clarification and/or more informations and resources related to content hereby treated. <[email protected]>

Responses

Auto-translate »